Opções falsas

Por Patricia Jacob*

Um dos erros muito comum dos pais na hora de educar seus filhos é oferecer opções quando na verdade a criança não tem escolha.  Com o objetivo de que a criança colabore mais facilmente, às vezes pensamos ser melhor perguntar educadamente ao invés de dar uma ordem.  Ótima ideia, se a criança realmente tem a opção de dizer “não“ se quiser!  Mas isso se torna um problema quando na realidade não podemos dar-lhes opções.

Aqui vão alguns exemplos e logo ficará claro o que estou querendo que entendam:

“Está pronto pra tomar seu banho? (….) Como não?  Vai ter que ir, sim!“
“Você já quer ir embora? (….) Ah, mas temos que ir agora!“
“Você quer ir ao mercado comigo? (….) Como assim mais tarde?  Tenho que ir agora e não posso deixar você sozinho.“
“Com que roupa você quer ir à festinha de fulaninho? (….) Seu uniforme do Grêmio não é roupa de ir em festa!  Não me importa se é com ela que você quer ir!“
“Você já está com sono? (….)  Ah, mas que horas combinamos que seria a hora de dormir?“

É importante que as crianças aprendam a negociar e a fazer escolhas e é em casa que devem começar a ter essas oportunidades, mas se na situação específica não há alternativas aceitáveis, os pais não podem fazer com que pareça que sim, como nos exemplos acima.  Dar opções é também uma excelente maneira de conseguir a aceitação da criança para algumas situações (com isso elas se sentem importantes), mas é preciso oferecer somente opções aceitáveis.  Dizendo “Vai tomar banho“ ou “Está pronto para o banho?“  você corre o risco de escutar um “não“ que vai gerar conflitos.  Se você disser:  “É hora do banho.  Hoje você quer tomar banho de chuveiro ou de banheira?“, as chances de que venha uma recusa é bem menor.

Então vamos tentar ‘consertar’ os exemplos dados acima:

“Você prefere tomar banho antes ou depois do Pica Pau?“
“Nós temos que ir embora daqui a 5 minutos.“ (As crianças precisam ser avisadas com antecedência para irem se preparando)
“Nós vamos ao mercado.  Sei que você não gosta muito de ir, mas vou tentar fazer as compras o mais rápido que puder.  Vamos voltar antes do seu programa favorito.“
“Você prefere usar seu conjuntinho azul ou o de barquinho para a festa de fulano?“
“Hora de ir para a cama daqui a 5 minutos!“

*Patricia Jacob é psicóloga clínica formada pela USP-SP

2016-07-21T17:25:30+00:00EDUCAÇÃO INFANTIL|0 Comments

Leave A Comment

WhatsApp