A Pandemia é, por certo, uma coisa nova em todas as nossas vidas, países e fez com que houvesse, em todos, uma certa desesperança, um sentimento de derrota e de fim de mundo.

Sim fica em todos nós uma sensação estranha e também nova – após e durante a quarentena – de negativismo, de derrota e que durante a quarentena – de perda, de derrota e que estamos sem saída, sem nenhuma luz no fim do túnel.

Entretanto tem, sim, um monte de coisas boas acontecendo também. Lenta e gradualmente essas “coisas boas” vem nascendo bem dentro da gente e gerando uma sensação nova (ou esquecida) enfim, quero dizer que tem um monte de coisas boas acontecendo, também.

Tenho, como todos, acompanhado este momento terrível para toda humanidade e que tem gerado tanta tristeza, famílias vivendo lutos, tantas perdas financeiras, negócios fechando, desemprego, incertezas, mas buscando bem lá dentro da gente tem, sim, um pouco de positivismo.

Vou usar de maneira figurada o exemplo da Flor de Lotus

Certamente você sabe que a flor de lótus é considerada um dos símbolos mais antigos e profundos que existem? Também conhecida como “flor sagrada”, a planta aquática que floresce sobre a água tem forte ligação com espiritualidade em muitas culturas, como no budismo e hinduísmo, doutrinas provenientes de países do Oriente, tais como Índia, Japão e Egito.

Vale lembrar ainda, que a flor de lótus é um tipo de lírio d’água que firma raízes na lama de lagos e rios e, ao brotar, eleva-se à superfície, florescendo em um espetáculo de enorme beleza. Além disso, a planta também possui capacidade de autolimpeza, ou seja, de limpar-se sozinha, eliminando o lodo e lama de suas pétalas, motivo pelo qual ela é comumente associada à evolução espiritual humana. Lembro ainda que seu significado é pureza, espiritualidade, perfeição, paz, fertilidade, renascimento….

 

Utilizo essa analogia para falar que existem coisas boas sim nascendo e acontecendo. Me refiro à solidariedade!

Gera uma sensação boa ver um monte de ideias e ações positivas no coração das pessoas. Apesar das dores da Pandemia, há uma luz tênue ainda no fim do túnel mas com vale lembrar que o sentido etimológico da palavra Solidariedade é um ato de bondade e compreensão com o próximo ou um sentimento, uma união de simpatias, interesses ou propósitos entre os membros de um grupo. É enfim a cooperação mútua entre duas ou mais pessoas.

Temos acompanhado nos jornais exemplos de pessoas, empresas, grupos de instituições, realizando doações para hospitais, para comunidades, pessoas mais necessitadas. Em muitos prédios ficou comum se ver em elevadores ofertas de “fazer mercado” para os idosos e grupos de risco.

Esse sentimento de ajudar o próximo tem nos tocado, e fazendo com que nos unamos em prol do outro.

 

Fica bem dentro da gente um sentimento bom, de união e estamos reaprendendo a olhar o outro com outro olhar e tem um nome: Solidariedade

Fica, pois, em todos nós a sensação boa e imensamente feliz que haja essa corrente de engajamento na dor e sofrimento do outro,  gerando um monte de atitudes, ideias e ações positivas.

E isso, é, sim, renascimento, pureza, crescimento espiritual….


*Patrícia Jacob é psicóloga formada pela USP-SP.

Fica autorizada a reprodução desde que mantida a autoria